Micro hábitos

Dia Mundial Sem Carne: 3 motivos para reduzir o consumo

publicado em
20.3.2021

Você já experimentou passar uma semana, ou um dia, sem consumir carnes e derivados?

Vamos ser sinceros: está cada dia mais fácil fazer refeições veganas no nosso dia-a-dia. A sensação é de que, sempre que vamos ao mercado ou abrimos o cardápio de um restaurante, novas opções veganas foram acrescentadas!


Vale à pena parar por um segundo e perguntar: mas por que isso tudo? Será que realmente faz sentido?


Todos os dias, cerca de 160 milhões de animais terrestres são abatidos para o consumo de carnes, laticínios e ovos. São granjas industriais, matadouros de larga escala, florestas desmatadas para pasto, plantações de ração, bilhões de litros de água e uma série de outras atividades e recursos que geram grande impacto para a vida das pessoas, o meio ambiente e até mesmo a saúde pública.

Fonte: @segundasemcarne


O Dia Mundial Sem Carne surgiu em 1985 com o intuito de questionar o consumo de produtos de origem animal. E o dia 20 de março foi escolhido por ser o início da nova estação, simbolizando renovação e uma nova página.


Assim, a Nuar quer te convidar a experimentar a alimentação baseada em vegetais:


>>> porque é mais seguro

Completamos um ano em que nossa geração conheceu o que uma pandemia pode causar para a economia e saúde pública. 70% das enfermidades surgidas desde a década de 1940 são de origem animal, por causa do aumento do consumo de carne e da expansão das áreas agrícolas. 


>>> porque é mais saudável

Uma alimentação baseada em vegetais ajuda a prevenir doenças cardiovasculares, diabetes, alguns tipos de câncer e controlar o peso. Ah, e é muito bom para quem tem dificuldade de ir ao banheiro todos os dias, se é que você me entende. ;)


>>> porque é mais barato

Engana-se quem pensa que comida vegana é cara. Pelo contrário, ela pode ser muito mais barata, afinal, na hora de fazer o mercado, o que fica mais caro? O hortifruti ou o açougue?  Produtos parecidos com queijos e carnes NÃO são necessários para uma alimentação vegana, só se você quiser. Quando você prioriza produtos in-natura, como arroz, feijão e vegetais, a conta fica muito mais barata. E o que você vai economiza com carne, ovos laticínios, pode de vez em quando comprar esses produtos mais caros e sofisticados. 



>>> porque é mais sustentável 

Nossos hábitos de consumo, principalmente os alimentares, estão intimamente ligados com a crise ambiental que estamos vivendo. Os animais criados para consumo precisam de água, alimento e terra, produzem dejetos e emitem poluentes que agridem o solo, a água e ar. E além disso tudo, para cada quilo de proteína animal produzida, são consumidos até 10 quilos de proteína vegetal! Ou seja, é um sistema ineficiente: gasta-se muito para gerar pouco.


Fonte: @segundasemcarne

Legal, mas troco pelo quê?

Um prato balanceado nutricionalmente, de forma simples, precisa ter: verduras, legumes, carboidrato, proteína e gordura boa (não aquela saturada que entope as nossas veias). Os feijões são as principais fontes de proteína vegetal. Então, para seu prato ficar lindão e nutritivo, você não precisa fazer muita coisa, é só colocar mais feijão - e caprichar nos temperos e em novos sabores!

Fonte: @segundasemcarne


Como posso reduzir com pequenos passos?
Você querer parar ou reduzir o consumo de produtos de origem animal é o primeiro passo. Como qualquer mudança de hábito, não existe fórmula mágica, cada um tem seu processo. Existem várias maneiras de te ajudar

  • Faça Segunda Sem Carne. Se organize para, pelo menos uma vez por semana, trocar a proteína animal pela proteína vegetal 
  • Faça refeições veganas todos os dias. Assim, mesmo que você ainda sinta falta de carne e derivados, vai incluindo novos sabores no seu dia-a-dia
  • 50% off. Quando você comer carne e derivados, pegue metade do que normalmente você pegaria. Se toda a população já reduzisse 50% do seu consumo, já teríamos muitos avanços ambientais.
  • Peça pratos veganos! Hoje, muitos restaurantes têm opção vegana no cardápio. Prestigie os pratos veganos. A Sociedade Vegetariana Brasileira fez um mapa para te ajudar a encontrar restaurantes que têm pratos a base de vegetais. Conheça aqui. 

DICAS DE FILMES:

  • A Dieta dos Gladiadores
  • Cowspiracy
  • Seaspiracy
  • What the health
  • Escolhas Alimentares 
  • A Carne é Fraca


Preparamos um pequeno Guia de Receitas para te levar para a cozinha. Vale imprimir se quiser colar na porta da geladeira e anotar suas próprias receitas. Bora com a gente?

Texto criado por Mônica Buava, que contribuiu desde o inicio em co-criações da Nuar. 

Mônica Buava


Atualmente, Mônica é gerente de campanhas na Sociedade Vegetariana Brasileira, liderando programas como Opção Vegana e outras iniciativas de grande impacto como a Segunda Sem Carne.


OUTRAS PUBLICAÇÕES